quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Fumaça

Você que rouba as estrelas do céu, as põe sobre os ombros e anoitece a vida das pessoas, o que é que você entende de metáforas?

Você que não é só uma pessoa, é uma solidariedade que dispara mágoas e arrota parágrafos sem poesia, algo tão seco como alguém que mesmo sorrindo não emana graça porque carrega uma ruga longitudinal na testa e vai ter a mesma expressão seca a vida inteira.

Você que mantém a nação acordada enquanto fomenta o medo e sustos repentinos, fantasias assustadoras e aves negras que rondam ideais apodrecidos.

Você é covarde e amarra o teu povo em nós indefectíveis, conduzindo à subsistência e levando à boca em conta-gotas aquilo que você diz que ele precisa.


Eu vou escapar nas entrelinhas, nos sinônimos e na ironia; vou fugir nos verbos que você não conhece por que a sua visão é obtusa.

Nenhum comentário:

Seguidores