sexta-feira, 1 de abril de 2011

French kiss


Você viu como ainda aviso quando estou prestes a chorar? Mas não sucumbi tão facilmente, pelo menos não na tua frente e nem sei por qual razão, porque até nossa intimidade mais boçal permance intacta, e até mais dilacerante.

A máxima agora é a razão de um psicopata - os fins justificam os meios - daí você abre os olhos espantando. Veja bem, entre nós não cabe sequer uma vírgula de demagogia.

Enfim, mesmo com a acidez que nos é imposta dentro desses dias vencidos, afirmo lúcida: você é o maior prazer que encontro em nossas estúpidas madrugadas.

E pra que você não esqueça, antes do ponto final sempre existirá o 'sou tua'; e após também. Para sempre tua.

2 comentários:

Cynthia Osório disse...

O jeito é não colocar ponto final.

URBAN.GO disse...

Lindo!
Inspirado, e ... revelador, de ... dor!!
Bjs, cara amiga, vim matar saudades de OCÊ.

Seguidores