domingo, 26 de dezembro de 2010

Poemas de Dezembro


"Quem me acode à cabeça e
ao coração
neste fim de ano, entre
alegria e dor?
Que sonho, que mistério,
que oração?
Amor."

Carlos Drummond de Andrade - Dezembro de 1985

8 comentários:

Daniel disse...

Acho o fim do ano uma época tão gostosa, tão renovadora. Mas muitas pessoas não gostam dessa época, e me pareceu este um poema negativo quanto a essa época.

Daniel

Luciana Lís disse...

O fato, Daniel, é que independente da época ser muito bonita e nos remeter a sentimentos nobres q não nos são evocados, em sua maioria, no decorrer do ano, há pessoas, sim, que se entristecem. Culturalmente, o natal é vivido e comemorado ao lado da família, mas há pessoas q não tem mais família, sem pai, mãe e irmãos. Isso é realmente triste, maaaas, corroborando com o Drummond, o amor é o mais forte dos antídotos!
Felicidades!

Cristal - a louca. disse...

Oi!
Quando entrar no blogger é só clicar em "estatísticas" logo depois de "gerar receita".

Espero ter ajudado.


Beijundas :)

gabs. disse...

Drummond ♥

feliz ano novo :*

Carla P.S. disse...

Amei! E amei a frase que comentou na Cafeteria, já virou até nick de msn...
Muita sensibilidade a sua, e é isso que desejo a 2011: muita magia, sensibilidade, alegria e amor.
Boa comemoração. Beijos!

Luciano Fraga disse...

Felicidades e muita poesia em 2011, abraço.

On The Rocks disse...

drummond pra sempre.

felicidades!

bj

Myself disse...

Belíssima!

Eu costuma adoraaar festas de final de ano... hoje em dia não ligo tanto.
A gente vai envelhecendo e se bobear tudo fica meio calejado.

Beijos!

Seguidores