domingo, 30 de maio de 2010

Das páginas arrancadas do diário





'Eu não sei muita coisa,
mas tenho a meu favor tudo o que eu não sei
'
Clarice Lispector




Aquele quarto tinha dimensões imensas pro meu par de olhos pequenos; sob uma fresta de luz trazida pela janela de vidro, me descalço. Deixo a meia. Deito na cama depois das quatro orações diárias e o pedido de uma boa noite de sono - a fé de que alguém bem forte está no céu e também está em todos os lugares olhe por alguém, eu ou qualquer outro que busca sentido numa rosa que desabrocha. Uma força pro dia seguinte.

Daí, olhando pra trás, lembrei daquele violino que pude dividir contigo em nossas últimas horas, 'escuta, é Villa-Lobos'; depois disso não pude evitar as lágrimas, a dor pelo que não é mais, porque o tempo não cabe em minhas mãos, porque não depende mais dos versos nem sequer do tom das declarações - o rio segue sempre a mesma direção.

E dentro dos meus desejos sempre tão intensos, tão verdadeiros, você me aparece e sorri. Da pequena cama te deixo um canto, um espaço para você e alucino com tanto pra dizer:

'meu Amor me promete que nunca mais vai me deixar não há dor maior não há dor de dente nem bisturi na carne náusea fogo nada foi maior que o soco no estômago que levei a cada dia quando acordava e sabia que hora nenhuma eu te olharia te ouviria te brigaria te amaria nada meu Amor agora eu sei que é pra sempre pelo amor de Deus eu sei vou te ver bem velhinho teus cabelos sempre mais brancos tuas unhas pra eu cortar tua pele pra banhar depois de ter conchecido o mundo inteiro passear por ladeiras por mares aviões e bicicletas e o centro de qualquer cidade de mãos dadas o mundo será meu quando você fizer filhos em mim tão cheios de respostas prontas tua racionalidade e a minha emoção meu Amor sempre sempre sempre'

Você já foi embora de novo, Velho.
Eu vou sonhar com você essa noite. Eu vou. Você me beija e não vou despertar, fica aqui comigo e não me acorda. Te quero ainda assim, também pode ser, você é meu melhor sonho.

11 comentários:

On The Rocks disse...

tipo de post que encanta o leitor. massa.

bj

Cynthia Osório disse...

e buscar as respostas é o que resta!

muy intenso e bonito, Lú!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Texto denso e que passa uma emoção fortemente sentida.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

urban.go disse...

Sinto-te triste,algo te magoa muito. Penso saber do que se trata ... de quem se trata, se for esse o caso, se eu estiver certo, então nós dois temos por demais coisas em comum. Mas se eu estiver certo ... lamento dizer-te que esse sentimento, esses sentimentos, vão seguir o teu caminho toda a tua vida. Terá de aprender a falar abertamente comeles não os reprimir.Só assim, só com o tempo eles se tornarão mais fáceis de sentir, mas ... nunca, nunca se vão de tí despedir.
O meu "velho" abandonou-me quando eu feliz já corria para os seus braços, nem sequer me lembro da cara dele, nem quero, mas ...

bjs, Urban (viste o meu mail?)

Gabriela Castro disse...

Gostei muito da sua postagem. Palavras cheias de coração!
beijos

Amanda Oliveira disse...

Sempre perfeito, lindo demais tudo o que vc escreve prima.
Sempre que leio algo seu, me identifico e muitooo.
Palavras cheias de emoção que vem da alma.!

Leca disse...

Parabéns pelo texto...

todos somos um livro aberto...

com páginas arrancadas...

beijos

Leca

Ana Wants Revenge disse...

p-e-r-f-e-i-c-a-o...

.
.
.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Todo domingo mando algo que acho interessante para os amigos e hoje não poderia ser diferente. Encontrei por uma menina que brinca com o designer fazendo pontilhado em almofadas. Muito legal, até porque quando os pontos são ligados é uma posição do kama sutra que aparece. Leve e original, amei! Espero que goste, porque Milene Rebuzzi se garante:

http://www.coroflot.com/public/individual_set.asp?individual_id=275238&set_id=419719&

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

José Sousa disse...

Olá... estive aqui e gostei de tudo. Vou continuar te vesitando. Este poste está lindo. Parabéns!

Um beijo em seu coraão

Jullyane disse...

Lu,

Isso de amar dói demais e sempre, né? Tantas facetas desse sentimento tão nobre e cruel que nos impede de não nos render.

Sempre escrevendo lindamente.
Te amo

Seguidores