quinta-feira, 11 de março de 2010

Acabou a rima


'eu acho isso uma grande piada
e um tanto quanto perigosa...'
- Raul Seixas



Tem um monte de perguntas. Também tenho um outro tanto de respostas prontas, e ainda nem fui encostada na parede. Desassossego, algo como 'a pior vontade de viver', e assim justifica o peso da biografia de Clarice que está aberta ali sobre a cama.
E aí tudo passa a fazer sentido, a gente sempre vê em algum livro palavras que nos lêem, tem o verso da música, e eu queria ter escrito aquilo porque diz respeito a exatamente tudo que eu queria te dizer, entende?
Mais ou menos sobre o que era amor e deixou de ser. Se tudo aquilo era verdade ou era só desejo projetado sob tantas expectativas.
E deixar de te querer foi tão imperativo quanto o vestido desfeito quase dois anos atrás. E aquilo até pareceu realmente sorte!
E enquanto chega a desorientação me vem uma vontade de ser criança ou ter a rebeldia vazia dos 16 anos, só pra não ter que encarar todos os dias, lúcida, essa ferida que não sara.
E cá pra dentro: coisa mais triste é quando um amor se desfaz.

8 comentários:

Cynthia Osório disse...

Acabou a rima, fica a poesia nos que sentem!

Paola Vitali disse...

Tanta verdade bonita, parabéns!

elke julie disse...

Talvez eu não traduzisse tão fielmente os meus sentimentos como você o fez com palavras tão certas.

URBAN.GO disse...

Oferta à Liz.

L onge eu descobri
U ma alma no vento
C orre na inspiração de cada momento
I nsubmissa e surreal ela
A ma a escrita a cada momento
N ão lhe conheço o cheiro nem a voz
A lgo que muito lamento

L onge vejo e espero, ... o vento
I nseguro, e incerto eu espero o
Z éfiro do meu ... alento


Bjs, Urbano.

gabriela m. disse...

quando um amor se desfaz e a gente vai junto...
a gente tem que ser forte. viver não é mole, não...

Iasminne Fortes disse...

"E aí tudo passa a fazer sentido, a gente sempre vê em algum livro palavras que nos lêem, tem o verso da música..."

Algumas coisas precisam morrer pra dar lugar à outras. Mas, mesmo assim não impede de doer.

beijos, Lu!

Daniel disse...

Sim, um amor que se desfaz é uma tristeza, mas abre as portas para dois novo amores.
Beijos

Dayne S. disse...

Eu já quis ter escrito tanta coisa que dizia exatamente tudo que eu sentia e queria dizer pra alguém...
Uma invejinha branca, algo tipo isso, que vc escreve (tão bem):

'E deixar de te querer foi tão imperativo quanto o vestido desfeito quase dois anos atrás... E enquanto chega a desorientação me vem uma vontade de ser criança ou ter a rebeldia vazia dos 16 anos, só pra não ter que encarar todos os dias, lúcida, essa ferida que não sara.'

Lindo texto, Lu!
;*

Seguidores