terça-feira, 2 de setembro de 2008



Aonde está você agora
Além de aqui dentro de mim...

Renato Russo




Inutilmente, estou nesse momento tentando não revelar minha ansiedade, escondendo meus olhos atrás de um livro pra disfarçar a minha espera por ti.

Apesar de todo esforço, não há êxito, não consigo fixar meus olhos nas linhas deste livro por mais que alguns segundos. Creio que todos em volta percebem.

E levanto a vista, de soslaio te procuro, busco sentir teu cheiro vindo de alguma direção.

Em vão. Talvez você não venha. É mais certo que você não venha. Seu tempo é muito pouco, não haveria espaço para mim.

O meu tempo está para acabar. Você sabe dos meus horários, sabe do que tenho de fazer. Se você chegar e eu ainda estiver aqui, saberá que fiquei pra te esperar. Seria muita tolice de minha parte.

Tem sido assim, me entrego sem querer em pequenos detalhes e você percebe sutilmente que me tem em suas mãos.

Você vem vindo, eu te chamo. Você quase não me enxerga, mas há um sorriso que me desvenda. Você vem até mim. Não há toques, não podemos nos tocar. É melhor assim, devemos nos bastar dentro de determinada conveniência.

Logo eu falo, e falo besteiras, falo o que não queria, bobagens, algo que não te diz respeito, coisas que temo que te afastem de mim.

Acabou o tempo, você vive correndo.

Não. Por favor, não vá agora. Você nos deu um prazo e ele ainda não terminou.
Fica. Fica, por favor.

Faz carinho nos meus pés com os teus pés.




Luciana Lís

Seguidores