segunda-feira, 4 de agosto de 2008




ANTI-FUNCIONAL

Composição: Ananda Maguinha Sampaio




Eu não acredito nessa indústria
Eu não entendo essa gente que é uma só
Nesse negócio de dividir tudo que é inteiro
fiquei sem eira nem beira


Eu preciso saber que eu existo
mas, como saber?
Se tudo que existe é igual a mim?


Eu ligo a TV ou rádio,
leio o jornal em busca de algo que não seja normal
Mas, é sempre a mesma coisa
tudo caminha numa ordem igual


Eles dizem que a TV serve para entreter você
mas, ela serve é pra te dizer:
ou entra na ordem, ou sai fora de vez


E até o cinema, com aquele atriz bonita
Tá sempre repetindo o mesmo lado da fita
É tudo uma coisa só
nesse buraco, meu Deus será que estou só?


Tudo que eles disseram é pura besteira
repetição de muita asneira...

Seguidores